STREET ECO: MAIS SUSTENTABILIDADE PARA O STREETWEAR

InspiraçãoNovidadesRVBTendências

A nova parceria entre Adidas e Stella McCartney aposta em matéria-prima ecológica para renovar um clássico do streetwear: o moletom com capuz. Esta é a primeira peça desenvolvida por uma marca desse porte com 100% de materiais criados a partir de descartes. Devido à complexidade da tecnologia utilizada, apenas 50 peças do casaco Infinite, como foi batizada a peça, serão produzidas.

ezgif.com-webp-to-jpg

Enquanto avançam as pesquisas para tornar esta tecnologia acessível para produção em larga escala (a previsão é que já em 2020 comece a se popularizar em toda a indústria), as malhas eco continuam a aumentar sua importância no mercado. Fibras ecológicas que ajudam a limpar o meio ambiente como o poliéster PET e rastreáveis como o Algodão do Bem, certificado pelo BCI com boas práticas agrícolas, trabalhistas e sociais, são aposta certa para as próximas temporadas: colaboram com a preservação do meio ambiente e geram bem-estar para que produz e para quem veste.

Artigos RVB como o Recover e o Nature combinam poliéster PET com Algodão do Bem e algodão reciclado sem prejudicar o toque, caimento ou durabilidade da peça, aumentando o valor percebido das peças. As malhas eco tem forte apelo entre os segmentos surf e skate e vem ampliando sua presença em coleções de todos os segmentos com o aumento da consciência dos consumidores em relação à preservação do planeta. A linha RVB ECO é composta também por poliamida biodegradável e certificação OEKO-TEX, que garante o não uso de químicos nocivos no processo de fabricação de malhas de algodão, poliéster, viscose e poliamida ideais também para o segmento streetwear.

Esta entrada foi publicada em Inspiração, Novidades, RVB, Tendências e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
_ Publique um comentário