LOOKING BACK: TENDÊNCIA RETRÔ

ComportamentoTendências

Estamos prestes a completar um ano do novo normal que teve início com a pandemia do coronavírus. E neste período de muitas transformações e privações sociais, emocionais e até financeiras fica impossível para muitos de nós não sentir saudades do passado – mesmo que ele esteja logo ali atrás, no início de 2020.

Essa onda de saudosismo fortalece a tendência retrô, que já é bastante familiar no mercado da moda com os revivals de todas as décadas do último século. Mas a nostalgia atual é pouco datada, ela tem mais a ver com estilos de vida como o cottage core, a jardinagem e a vida no interior, revitalizando peças com detalhes vintage (golas, botões, cartelas cromáticas) que são ressignificadas pela tecnologia.

Em matéria para o portal Consumidor Moderno, a psicóloga Glauciane Alves de Aro afirma que o consumidor que é fiel aos produtos com apelo retrô atende uma necessidade emocional, a compra deste tipo de produto é uma maneira concreta de manter viva suas memórias e lembranças do passado, por isso a qualidade é fundamental. Para este nicho, o produto é um símbolo que representa alguém, um momento ou uma época ou ainda, na moda contemporânea, um estilo de vida que faça sentido para o consumidor.

Todos os códigos da moda são influenciados por esta linguagem, das modelagens às estampas. Malhas com texturas, golas e punhos coordenados, cores neutras e opacas, malhas estonadas e motivos característicos como florais minúsculos e que lembram papéis de parede são perfeitos para estampar peças de todos os segmentos. E nem a moda esportiva escapa: agasalhos com design inspirado nos anos 70 e 80 também seguem em alta.

Esta entrada foi publicada em Comportamento, Tendências e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
_ Publique um comentário