GERAÇÃO Z: STREETWEAR REFORMULADO

CulturaDesignFashionGeralInspiração

De acordo com estudos recentes publicados no relatório “The Power of Gen Z Influence”, da agência Millennial Marketing, os consumidores mais novos pertencentes a geração Z (nascidos entre 1997 e 2012) podem movimentar até U$ 143 bilhões em compras até 2020, principalmente no segmento streetwear. Isso vem forçando muitas marcas a reformularem seus ideais para alinhá-los aos desejos deste nicho, que busca conforto, tem consciência de consumo e quer estar cada vez mais conectado aos seus ídolos (personalidades e artistas).

Com visual inspirado no final dos anos 1990 e começo dos anos 2000, estes jovens consumidores se identificam com culturas que explodiram neste período como o hip-hop, os clubbers e também atletas. Mas este revival praticamente se limita à estética, que impulsiona a renovação de várias peças (como os agasalhos esportivos) através do uso de materiais inteligentes e sustentáveis. O artigo RVB NATURE, composto por fibras de poliéster vindo de garrafas PET junto com algodão reciclado desfibrado conferindo um aspecto rústico, tem apelo especial entre os consumidores Gen Z por ser 100% ecofriendly. Bases confortáveis e inteligentes como o HONEY, moletom com tecnologia DRY que proporciona secagem rápida e boa transpiração, é ideal para a confecção de conjuntos esportivos.

A geração Z é influenciada pelo passado e com essa onda retrô, a re-edição de itens clássicos com linguagem contemporânea é a principal estratégia para o streetwear em marcas como a Adidas. Cada vez mais as marcas estão compreendendo que grande parte dos consumidores de streetwear não compram mais por status ou por popularidade, mas sim com propósito e consciência.

Esta entrada foi publicada em Cultura, Design, Fashion, Geral, Inspiração e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
_ Publique um comentário